Como fazer uma boa busca de Marca no INPI?


Olá, primeiramente, é importante saber que uma busca feita por um profissional é um procedimento altamente recomendado. Principalmente porque esses profissionais possuem softwares específicos, que preveem muito do que vou explicar aqui. Além disso, esses profissionais têm conhecimento sobre a lei de propriedade industrial. Uma opção pode ser os profissionais da 123Marcas, contrate online aqui.

 

 Busca e Análise de Marca, passo a passo:

 

1º Passo: Classificação internacional de Nice

Você precisa identificar qual a classe (NCL) da sua marca, veja o classificador aqui. A classe informa qual o ramo de atividade que sua marca vai atuar. Assim, é possível que o mesmo nome de marca atue em classes diferentes. Exemplo disso é a marca VEJA (revista – classe 16) e VEJA (alvejante – classe 03). Ambas as marcas convivem sem causar confusão no consumidor.

Porém, tome cuidado! Muitas vezes as marcas não podem conviver, mesmo estando em classes diferentes. São as chamadas classes colidentes ou classes afins. Por exemplo: confecção de roupas (classe 25) possui afinidade com uma loja que vende roupas na (classe 35).

Fizemos um post ensinando como classificar a sua marca, clique nesse link para aprender.

 

2º Passo: Busca aprofundada

Uma busca aprofundada leva em consideração pelo menos os seguintes itens:

Radicais da palavra: você deve buscar por palavra exata, caso não encontre nada você deve seguir a busca por radicais para ver se encontra algo parecido. Isto leva em consideração alterações do prefixo, do sufixo e das letras das palavras que você quer na sua marca.

Uma marca hipotética XULMUN não convive com XUUMUN ou com XUUMOOM ,  entre outras variações. Tanto pela escrita como pela fonética (som). Já que você não possui um software de busca é muito importante que teste todas as variações da palavra que lhe vier em mente.

 

Traduções literais: se sua marca tem algum significado, seja na língua portuguesa ou em outra língua, você deve fazer a busca em outros idiomas também.

 

Colidências ideológicas: às vezes as marcas não se confundem com fonética (som), escrita ou tradução, mas sim pelo seu significado. Exemplo, CARRO VOADOR com AUTOMÓVEL VOADOR.

 

Ou seja, nessa etapa você deve identificar tudo o que existe de mais próximo com a sua marca.

 

3º Passo: Análise das marcas encontradas

Para facilitar a análise dos resultados obtidos no passo 2, vamos dividir os tipos de marcas em 4 grupos, de acordo com a sua origem.

• Marcas totalmente criativas (inventadas): Exemplo: GOOGLE, WAZE, ITAÚ.

Se você inventou uma marca, que bom, pois esse tipo de marca é considerada forte quanto à sua proteção. Agora, você deve buscar tudo que existe de mais próximo com a fonética (som) ou escrita dessa expressão. É importante que você faça variações com uma, duas, ou até três letras (dependendo do tamanho da palavra) para ter certeza de que não existe algo similar.

O próximo passo é verificar se as marcas encontradas estão na mesma classe da sua marca e se há colidência entre classes (classes afins). Por fim, analise se as marcas encontradas são parecidas com a sua.

 

• Marcas com significado: Exemplos: CASAS BAHIA, DECOLAR

Neste caso, um dos aspectos mais importantes é verificar as traduções literais e as colidências ideológicas. Note que aqui você deve buscar muitas variações. Tendo essas variações ainda é necessário verificar se existem outras marcas parecidas com as variações encontradas, utilizando a técnica abordada no item anterior (marcas inventadas).

 

• Marcas genéricas: BLUE (uma cor), CASA DO PÃO DE QUEIJO (para casa de pão de queijo), BIG (adjetivo qualificativo de grandeza)

Marcas genéricas são aquelas que evocam no nome o produto/serviço que pretendem identificar. Ainda, podem ser palavras que não se pode ter exclusividade, como no caso de adjetivos qualificativo.

É muito importante saber identificar essas marcas. Como se faz isso?

Para identificar se a sua marca é de uso comum (genérica) em algum mercado, uma dica é buscar a expressão na classe que se pretende e verificar se existe 2 ou mais marcas já registradas com essa mesma expressão. A lógica é que se duas ou mais pessoas diferentes possuem o registro da expressão, provavelmente você também poderá ter o registro, ou seja, são de uso comum (genérica) para a classe escolhida. Exemplo: “TEC” no mercado de tecnologia.

Nestes casos o que se faz, preferencialmente, é solicitar o registro na forma mista (com apresentação de logotipo). Desta forma não se tem exclusividade do elemento nominativo e sim, apenas, do logotipo (a identidade da marca). 

Mesmo que você utilize expressões de uso comum para criar uma marca é importante verificar se essa nova expressão não fere o princípio de copiar total ou em parte marca de terceiros.

 

• Marcas que unem significados e criatividade: Exemplo: SNAPCHAT, POKERSTARS, NETFLIX

Muitas vezes essas marcas se utilizam de expressões comuns para criar alguma expressão nova. Exemplo, SNAPCHAT é um site/aplicativo para conversas rápidas\instantâneas. Em inglês SNAP é fazer algo instantâneo (como tirar foto) e CHAT é bate-papo.

Se analisarmos separadamente esses elementos, podemos ver que SNAP é uma palavra de uso comum para tirar fotos instantâneas. Assim como CHAT que é uma palavra muito utilizada nesse mercado.

Ou seja, estamos falando de dois elementos de uso comum. Porém, através da criatividade se uniu essas duas palavras e se criou um novo e exclusivo elemento, possível de ser registrado com exclusividade.

Entendido isso, é importante analisar se os elementos escolhidos são genéricos, conforme item acima (Marcas Genéricas).

.

Lembramos que este é um post simplificado do procedimento de busca de marca, por isso sempre aconselhamos a opinião de um especialista para realizar este trabalho. Na 123Marcas você conta com um especialista de forma rápida, barata e segura, contrate aqui o serviço de busca e análise da sua marca.

 

Você quer saber mais sobre os processos para registro de marca? Veja o Guia completo aqui.

 

Roberto Soraire | Linkedin

Administrador. Especialista em Direito Empresarial