Devo acompanhar o meu processo de marca e fazer oposições no INPI?

acompanhamento de processo de marca no INPI

Não marque bobeira, fique atento e defenda sua marca. Se você já fez o pedido de registro da sua marca, é bom ficar atento com prazos e marcas similares ou idênticas que tentem entrar no mercado.   Porque devo acompanhar meu processo de marca no INPI? Primeiramente, em relação aos prazos, recomendamos que você semanalmente monitore o seu processo de marca, verificando se houve alguma movimentação no processo. Exemplo: se alguma marca fez oposição na sua marca, você tem até 60 dias para se manifestar. O INPI possui outros prazos, alguns de 5 dias, e o não cumprimento dos prazos pode levar o seu processo ao arquivamento, sem possibilidade de desarquivá-lo. Com isso, o dinheiro investido é perdido e você terá que fazer um novo pedido de registro de marca. A segunda recomendação está relacionada a entrada de marcas…

Saiba Mais

Passo a passo como monitorar o processo de marca no INPI

Monitoramento de marca - Vigilancia

Monitorar marca no INPI é importante? Neste post falaremos sobre as publicações do seu processo de marca na Revista da Propriedade Industrial, PDF emitido pelo INPI. Assim, este é o único meio que o INPI se comunica com interessados nos processos de Registro de Marcas. Ou seja, não se comunica com os solicitantes de marcas, nem por e-mail ou telefone. Se você já fez o pedido de registro da sua marca no INPI, é importante acompanhar o seu processo. Assim, é possível monitorar os prazos e verificar se marca igual ou parecida com a sua surge no mercado. Esta segunda possibilidade serve para vigiar outras marcas, porém não falaremos neste post, para saber mais clique aqui. Monitorar marca é importante para não perder prazos no INPI. Pois, possivelmente um prazo perdido seja a perda da marca. Isso ocorre porque…

Saiba Mais

Como fazer vigilância de marca no INPI

Se você já fez o pedido de registro da sua marca, além de acompanhar os prazos monitorando sua marca (saiba aqui como fazer aqui), também é importante vigiar para que não surja no mercado marcas iguais ou similares a sua. Para isso devemos saber que o INPI atualiza o banco de dados as terças feiras com suas publicações oficiais. Essas publicações são as movimentações que os processos de marca tiveram na semana. Para isso o INPI utiliza RPI – Revista da Propriedade Industrial, hoje através de PDFs disponíveis na página da internet do órgão – antigamente era uma revista física. Exemplos de publicações podem ser os pedidos de registros de marcas, oposições, trocas de titulares ou endereços, manifestações entre outros despachos que o INPI publica. Assim, o ato de publicar algo significa dizer que se torna público para que…

Saiba Mais